All

Notícias A- A+

1 de mar. de 2022 Três subestações de Santa Catarina completam 57 anos

Hoje (01/03), as subestações Florianópolis, Ilhota e Jorge Lacerda A completaram 57 anos. Em Santa Catarina, os três empreendimentos da CGT Eletrosul refletem uma importância significativa junto à história do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda (Diamante Geração de Energia), o qual marcou a trajetória da empresa.

As unidades Florianópolis e Ilhota são mantidas pela CGT Eletrosul por meio do Setor de Manutenção Centralizada da Regional de Santa Catarina, enquanto o Centro Regional de Manutenção e Apoio à Operação de Capivari de Baixo é encarregado dos serviços na Subestação Jorge Lacerda A. Os três empreendimentos são telecontrolados pelo Centro Regional de Operação de Blumenau, também da CGT Eletrosul.

Subestação Florianópolis

Localizada em São José, na Grande Florianópolis, a rede de distribuição elétrica contém três transformadores de 25 MV, além de outros quatro de propriedade da Celesc (dois de 30 MVA e dois de 26,7 MVA). Passam pelo setor de 138 kV, as LTs São José Real Parque 2, Biguaçu e Palhoça 1 e 2. Já no de 69 kV, cruzam as linhas Coqueiros e Angelina Usina Garcia. Todos os circuitos pertencem à Celesc, com exceção de Palhoça 1 e 2, vinculadas à CGT Eletrosul.

Estrutura reforça abastecimento da Grande Florianópolis.
(Foto: Evaldo da Silva Filho)

 



Subestação Ilhota

Situada no município de Ilhota, a unidade abrange dois transformadores com 100 MVA de potência instalada, assim como dois compensadores síncronos de 20 MVAr cada. Cruzam pelo empreendimento, as linhas de transmissão Gaspar, Blumenau, Itajaí 1 e 2, Piçarras e Araquari Hyosung (138 kV), pertencentes à CGT Eletrosul, e Itajaí Salseiros 1 e 2 (69 kV), da Celesc.

Importante conexão energética no Vale do Itajaí.
(Foto: Evaldo da Silva Filho)



 

Subestação Jorge Lacerda A

O empreendimento possui seis transformadores (dois de 79,4 MVA, dois de 83 MVA, um de 25 MVA e um de 50 MVA), em Capivari de Baixo. Ele se conecta ao Sistema Interligado Nacional (SIN) por meio de 14 linhas de transmissão. Para 2022, há perspectiva de duas obras de melhoria. Entre elas, estão consideradas a substituição de três transformadores de corrente de 138 kV, referentes ao transformador 7 e a troca do Registrador Digital de Perturbação (RDP).

 

Fundamental para escoamento da geração termelétrica.
(Foto: Anisio Borges)

voltar        topo da página

CGT Eletrosul
Rua Deputado Antônio Edu Vieira, 999 - Pantanal - Florianópolis - SC.
Telefone: (48) 3231-7000
  • Siga-nos pelo Facebook
  • Siga-nos pelo Twitter
  • Siga-nos pelo Youtube
  • Siga-nos pelo Instagram
  • Siga-nos pelo Youtube